Saúde

Cáries Ocultas: Quais são os Perigos?

Elas são chamadas de cáries ocultas, porque elas acontecem entre os dentes, conhecida também como interproximais, ou seja, entre as laterais do elemento dentário. 

Muitas vezes, o paciente acaba deixando a desejar no uso do fio dental, não utilizando de forma correta e diária. Então, os alimentos passam a se acumular.

E quando esses alimentos se acumulam, passam a gerar a proliferação da bactéria e então, ela começa a fazer um buraco e entrar nos dentes, de uma forma silenciosa. 

Portanto, é difícil de visualizar, então muita das vezes, acaba “passando batido”. Por isso, é muito importante ter visitas periódicas para uma clínica dentista 24 horas.

Como foi dito, ela fica de forma escondida e o esmalte, que é a camada de fora da parte branca do dente, faz apenas um buraquinho. 

Porém, quando ela chega dentro do dente, ela acaba destruindo de forma drástica, por isso ela é silenciosa e não aparece facilmente.

Essas cáries, quando elas estão no início, muitas vezes não causam sensibilidade, por isso o paciente não sabe que tem ponto final. 

A sensibilidade só vai aparecer quando ela começar a chegar perto do nervo do dente, que é considerada a parte viva. 

Caso ela não seja bem tratada, poderá até danificar a estética do dente, fazendo com que o paciente procure sobre clareamento dental quanto custa.

Quais são as causas das cáries ocultas?

As principais causas para acontecer a cárie oculta, é quando ocorre a ingestão de alguns alimentos que são ricos em açúcares e também frutose. 

Esses alimentos causam um desgaste desnecessário dos dentes e acabam proporcionando um ambiente que fique fácil das bactérias se reproduzirem.

Além desses alimentos, algumas pessoas que fazem o tratamento ortodôntico, devem ficar atentas na manutenção, porque se ela estiver atrasada, pode ser que ocorra um alto acúmulo de bactéria entre os dentes. 

Esse acúmulo também pode causar as cáries ocultas. Por isso, é importante estar sempre presente na manutenção de aparelho ortodôntico.

Como identificar os sintomas?

Como o próprio nome já diz, esse tipo de cárie é considerada silenciosa ou até mesmo escondida, e não pode ser identificada facilmente pelo exame visual. 

Isso é um problema, porque ela só pode ser identificada muitas vezes quando está no seu estágio mais avançado.

Porém, também pode aparecer alguns sintomas, que normalmente são:

  • Dor constante no dente;
  • Inchaço na gengiva;
  • Sensibilidade;
  • Incômodo ao passar o fio dental entre os dentes.

Esses sintomas poderão se desenvolver quando a cárie já se encontra em um estágio mais avançado. 

Por isso, é importante recorrer ao especialista para que o diagnóstico seja feito de uma maneira mais precisa e o tratamento seja iniciado de forma imediata.

Quais são as melhores formas de prevenção para a cárie?

Uma das melhores formas de prevenção é ir ao dentista frequentemente, porque por meio de radiografias e de uma forma clínica, será possível visualizar as cáries, em que não é possível ver a olho nu. 

Por isso, um dentista a cada 6 meses ou um ano é muito importante, para fazer a prevenção.

Além de ter uma boa higienização bucal e fazer o uso do fio dental de forma correta, é muito importante realizar a escovação após cada refeição. 

Assim, os alimentos não ficarão acumulados, evitando o aparecimento das cáries e o acúmulo de bactérias. 

Os alimentos podem ajudar durante a prevenção?

É muito importante detectar as cáries nos seus estágios iniciais, quando elas ainda são manchas, porque poderá ser revertida com as correções de hábitos, escovação e visitas ao dentista.

Também é fundamental cuidar da dieta, principalmente atentando-se ao  fazer a ingestão de alimentos ricos em carboidratos, como:

  • Refrigerantes;
  • Doces;
  • Amido de milho;
  • Lanches;
  • Batata frita.

Qualquer desses alimentos ingeridos que fiquem presos nos dentes, podem causar a lesão de cárie. Por isso, é importante evitar eles, principalmente se forem ingeridos em excesso.

Todas as vezes que o paciente ingere esse tipo de alimento, é causado uma acidez bucal. Então, quando ele adere para a cavidade bucal por um longo período, ocorre um desenvolvimento da doença. 

Isso por conta da desmineralização do esmalte, que é a primeira camada, a parte branca do dente. 

Por conta disso, é preciso ir de imediato ao odonto estética.

Como é realizado o tratamento da cárie?

Quando a cárie está em um estado profundo, atinge a polpa e é conhecida como pulpite. Ela é uma inflamação que vai desinflamando aos poucos, então, é possível realizar uma restauração. Porém, se for irreversível, será necessário realizar um canal. 

Quando o paciente passar pelo dentista e ainda não tiver visto essa parte durante a remoção da cárie, então será colocado um curativo com remédio. 

Além de realizar uma restauração provisória e aguardar, aproximadamente 15 dias. Caso a dor seja aliviada, não será necessário o canal. 

O paciente irá voltar ao dentista e fará uma restauração definitiva, mas se nesses 15 dias, o dente começar a doer, será necessário o tratamento de canal. 

Isso é muito importante e deve frequentar o dentista sempre, porque as cáries ocultas conseguem deteriorar a parte interna deles mais rápido do que cáries comuns. 

É importante manter uma boa higienização, além de cuidar da alimentação, evitando comer doces e alimentos que podem ser prejudiciais à saúde bucal. 

Em alguns casos, quando o paciente inicia um tratamento de canal, é possível que eles sofram alteração na pigmentação dos seus dentes. 

Nesse caso, ele poderá iniciar um tratamento com lentes de contato dentais em porcelana
Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × dois =