Como o consumo de álcool prejudica a saúde bucal?

A saúde bucal adequada e equilibrada é importante para a melhoria da qualidade de vida, e isso requer atenção a diversos aspectos, principalmente no consumo de álcool.

As bebidas alcoólicas, mesmo quando consumidas socialmente, podem causar uma série de danos aos dentes e à saúde bucal em geral, principalmente devido ao aumento do teor de álcool, açúcares e elementos ácidos.

Neste artigo, discutimos os efeitos das bebidas alcoólicas na saúde bucal e dental e como elas podem interferir nos procedimentos odontológicos em andamento, como o aparelho dentário móvel. Continue lendo e confira!

O álcool prejudica a saúde bucal?

Quando falamos em saúde bucal, muitas pessoas estão cientes dos fatores que podem prejudicá-la, como não escovar os dentes corretamente.

No entanto, de acordo com o “Daily Mail” britânico, apenas 16% pensavam que as bebidas alcoólicas eram prejudiciais à boca e aos dentes.

Muitos cientistas alertam que apenas uma taça de vinho pode levar a muitas complicações na boca, como:

  • Boca seca;
  • Redução de cálcio nos dentes;
  • Aumento do risco de câncer;
  • Mau hálito.

Os efeitos das bebidas alcoólicas também são mais sentidos por pessoas submetidas a algum tratamento odontológico, como um acompanhamento com um periodontista.

Nos tópicos abaixo, discutiremos alguns dos danos que ocorrem na boca e nos dentes e quais bebidas alcoólicas potencializam os efeitos:

  1. Muita acidez

Muitas das bebidas alcoólicas são ácidas e, como tal, podem causar problemas na estrutura dos dentes e do esmalte, enfraquecendo-os.

Isso ocorre porque a camada protetora de cálcio na superfície do esmalte do dente é dissolvida.

Para reduzir essa acidez, cubos de gelo podem ser adicionados à bebida. O indicado é enxaguar a boca com água 30 minutos após a ingestão.

Dessa maneira, ao se consultar com um dentista especializado em gengiva, não terá mais surpresas como periodontite ou exposição das raízes.

  1. Mau hálito

Ao ingerir bebidas alcoólicas, o teor alcoólico pode desidratar a boca e reduzir o fluxo de saliva.

Esse fator é prejudicial à saúde bucal, principalmente porque a saliva ajuda a combater as bactérias na boca.

Quando isso acontece, os micróbios se desenvolvem mais rapidamente, levando ao mau hálito.

Para evitar o mau hálito ao beber, é importante alternar a água potável com chicletes sem açúcar.

Esses procedimentos estimulam a produção de saliva na boca até que ela possa ser devidamente desinfetada.

  1. Manchas e Dor

Bebidas escuras como vinho (alcoólicas) possuem muita pigmentação, então os dentes podem sofrer com problemas de escurecimento ou amarelamento. Portanto, recomenda-se evitar o consumo contínuo.

É importante lembrar que os procedimentos de clareamento dos dentes não são para pessoas que são pacientes de uma clínica de implantes. Isso porque, a prótese não deve ser clareada. 

Desse modo, para essas pessoas, é recomendável continuar escovando bem os dentes.

  1. Cárie dentária

Muitas bebidas alcoólicas são doces, dentre as quais podemos citar: drinks com leite condensado, licores, caipirinhas e, por causa desses ingredientes, podem ser um dos causadores e promotores da cárie dentária.

Dessa maneira, é importante escovar os dentes após beber álcool.

Os dentistas também dizem que beber com canudo é uma alternativa para que o açúcar não entre em contato direto com os dentes, o que acontece com a ingestão tradicional. 

Por isso, caso você sinta alguma dor, vá até ao dentista e peça por uma avaliação. Dessa forma, será possível realizar um canal ou então, caso o caso seja mais sério, procurar pelas melhores clínicas de implantes dentários sp – ou na cidade em que você reside.

Dicas para prevenir os dentes

Uma das melhores maneiras de garantir uma boa saúde bucal é atentar-se à escovação. Esta atividade é a melhor maneira de manter um sorriso saudável.

Usar fio dental e escovar os dentes pode evitar que os efeitos do álcool aumentem.

Também é importante evitar o consumo de álcool à noite e, se isso acontecer, você precisará escovar os dentes com mais atenção, pois esse período é mais propício ao crescimento bacteriano.

A higiene dental deve ser contínua para evitar procedimentos invasivos, bem como para evitar o acúmulo de cáries e a perda dentária. Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 × 2 =