Vinho é considerada bebida favorita de 42% dos brasileiros segundo pesquisa

Durante o período de quarentena, o vinho passou a ser a primeira escolha de quase metade dos brasileiros. Pensando nisso, Anderson Felipe Weege, sócio-fundador e sommelier do TopWines, clube de assinatura de vinhos, deu dicas na escolha de rótulos.

Os dados da pesquisa da CONECTAí mostram que o vinho vem ganhando espaço entre os brasileiros. Embora 68% dos entrevistados considerem a cerveja sua bebida alcoólica favorita, o vinho vem logo atrás com 42%.

Por seu sabor e benefícios, os brasileiros têm investido nessa bebida. Dados do estudo “Hábitos Alimentares do Brasileiro – preferências, dietas e tendências de consumo” mostraram que 15% dos entrevistados consomem pequenas quantidades todos os dias.

Com isso, o mercado rapidamente sentiu o impacto: segundo a Associação Brasileira de Sommelier ABS-RS, o consumo de vinho no primeiro semestre de 2020 aumentou 50% em relação ao mesmo período do ano passado.

Bebida da quarentena

Anderson Felipe Weege, sócio-fundador e sommelier da TopWines, clube de assinaturas de vinhos, diz que o vinho pode ser considerado a bebida da quarentena, ao seu ver. “O vinho pode acompanhar jantares, pequenas reuniões e até mesmo pipoca ou pizza. Por dispensar o contexto de festa, a bebida pode oferecer um momento de descontração mesmo durante o isolamento social, que é indispensável neste momento”, acentua. 

Mesmo assim, o especialista ainda acredita que o conhecimento insuficiente dos rótulos privará os brasileiros de interesse pelo vinho e acrescenta: “Selecionar um rótulo pode ser mais fácil do que muitas pessoas pensam.” Ele explicou que existem alguns ingredientes essenciais que ajudam a encontrar o sabor mais agradável para cada sabor. A seguir, Anderson explica alguns deles.

Produtor, safra e país

Na hora de escolher um rótulo, o conhecimento do produtor é mais distinto, afinal, vinhos do mesmo local costumam ser semelhantes. Outro ponto importante é a safra, que vai determinar a idade do vinho e a possibilidade de conservar a garrafa. Além disso, o teor de álcool também pode fazer uma grande diferença no sabor: quanto menor o percentual, mais leve a bebida. Por fim, conhecer o país ajuda a escolher uvas como Cabernet Sauvignon, Pinot Noir, Merlot, Syrah, Malbec, Carmenel, Tanat, entre outras.

Segundo dados do Ibravin, Instituto Brasileiro do Vinho, considerando que pelo menos 30 milhões de brasileiros consomem vinho pelo menos uma vez por mês, a TopWines criou seu próprio clube de assinatura para reunir apreciadores de todo o Brasil para obterem diferentes rótulos, origens e sabores.

A proposta é fazer com que o seu público compreenda cada vinho que consome e degusta, desde o aroma ao sabor único de cada vinho. Inclusive nas atividades diárias ou presenteando uma pessoa querida. Para saber mais, basta acessar: topwines.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − 5 =