Saúde

Conheça os Procedimentos Cirúrgicos Odontológicos mais Comuns

A odontologia é uma área bem completa, já que ela conta com diversos tratamentos e procedimentos odontológicos, que buscam promover a cura de doenças bucais. 

Porém, também consertam e criam um valor estético no sorriso do paciente, uma vez que cuidar esteticamente dos dentes também é promover a saúde mental. 

Entretanto, infelizmente, poucas pessoas conhecem a amplitude desses procedimentos, que muitas vezes são cirúrgicos.

Dessa forma, quando se deparam com a necessidade de realizar alguns tratamentos para promover a saúde bucal, acabam sem saber do que se trata, se encontrando totalmente despreparados para o processo. 

Sendo assim, confira a seguir tudo o que você precisa saber a respeito dos procedimentos odontológicos cirúrgicos mais comuns, conhecendo para que eles servem. 

Além de ver quais são os seus riscos, indicações e contraindicações, bem como, entenda os principais cuidados que devem ser adotados quando esses procedimentos são realizados. 

O que é a cirurgia ortognática?

Para aqueles que nunca ouviram falar nesse termo, esse tipo de cirurgia odontológica que pode ser realizada também em pacientes que fazem uso do aparelho de porcelana

Portanto, isso nada mais é do que um procedimento cirúrgico que consegue mudar a posição da mandíbula do paciente. 

Em geral, esse procedimento cirúrgico é realizado em adultos, já que as crianças e os jovens ainda conseguem realizar alterações em suas mandíbulas, justamente por estarem em uma fase da vida caracterizada pelas mudanças no corpo, uma época de formação. 

Além disso, é importante saber que esse tipo de cirurgia é solicitada por profissionais dentistas, assim como a colocação da faceta em resina

Então, quando o paciente apresenta uma posição inadequada na mandíbula, o que leva o mesmo a desenvolver sintomas, como dores mandibulares e alterações nas mordidas. 

Contudo, a cirurgia ortognática é bastante invasiva o que requer uma recuperação delicada envolvendo:

  • Visitas ainda mais constantes ao dentista;
  • Alimentação sem presença de alimentos sólidos;
  • Higiene com acessórios apropriados;
  • Acompanhamento a longo-prazo.

Em suma, quando esse problema não é solucionado, o paciente pode desenvolver problemas na fala, mastigação, etc. 

Para reposicionar a mandíbula, os cirurgiões-dentistas utilizam parafusos e placas de titânio, até mesmo o material dos implantes dentários e, até mesmo, lente de contato dental para melhorar a estética do sorriso. 

O que é a enxertos ósseos para implantes dentários?

Outro procedimento cirúrgico comum na área da odontologia são os enxertos ósseos para implantes dentários.

Como o nome mesmo já diz, a cirurgia promove enxertos nos ossos com o objetivo de prepará-los para um implante. Esse é um outro procedimento comum, já que muitas pessoas acabam perdendo seus dentes fixos devido às inúmeras doenças bucais.

Em suma, esse tipo de cirurgia envolve diversos cuidados do profissional odontólogo e da sua equipe. 

Isso acontece pois o osso bem posicionado é adequado para a aplicação de coroas e pinos dentários. Para saber mais do procedimento, basta pesquisar por facetas de porcelana antes e depois.

O que são as cirurgias odontológicas gengivais?

Não podemos deixar de fora dessa lista os procedimentos cirúrgicos realizados nas gengivas, uma vez que o protagonismo da saúde bucal não é só dos dentes!

Dessa forma, as cirurgias realizadas nas gengivas geralmente são indicadas para pacientes que desenvolvem doenças como gengivite ou periodontite, que atinge muitos as gengivas. 

Em suma, quando esse tipo de infecção acontece, essas cirurgias odontológicas na região da gengiva servem para o retalho gengival tanto para a limpeza quanto para a redução da bolsa criada na região por bactérias e microrganismos. 

Além disso, outras cirurgias realizadas nesse sentido envolvem a gengivectomia, que é feita para remoção do excesso do tecido gengival, e a gengivoplastia, para remodelamento do tecido gengival que permaneceu saudável após uma doença periodontal.

O que é a remoção de cistos?

Por último, mas definitivamente não menos importante, podemos citar a cirurgia de remoção do siso que é praticamente uma questão obrigatória para todos. 

Uma vez que o siso nasce na maioria das pessoas, mas demora para se desenvolver em um processo bem doloroso que envolve dores de dentes, inchaço da região e problemas ao se alimentar. 

Isso acontece porque o dente do juízo é o último a nascer e muitas vezes, quando finalmente começa a rasgar a gengiva, se encontra sem espaço na boca, principalmente se o paciente tiver facetas de resina

Sendo assim, é preciso remover os dentes antes que ele acabe entortando a posição de todos os outros. 

Em geral, essa cirurgia é uma das mais simples e depende da posição dos dentes. Quando o siso se encontra em uma posição normal, a sua retirada é realizada em um consultório apenas com uma anestesia local. 

Caso contrário, é preciso realizar o processo de forma mais complexa e delicada, o que costuma ser incomum.

Tipos de cirurgia comuns

Assim como visto anteriormente, existem diversos procedimentos cirúrgicos considerados comuns, além dos que já foram citados, como por exemplo: 

  1. Cirurgias odontológicas gengivais 

As doenças periodontais são enfermidades desenvolvidas pelo acúmulo de bactérias que formam uma placa. Dentre as diversas consequências que ela pode causar, tem a piora dos tecidos gengivais. 

Portanto, com o avanço das doenças periodontais, é possível gerar uma bolsa periodontal e se isso ocorrer em estágios muito avançados, é preciso realizar procedimentos cirúrgicos, como a limpeza e a redução da bolsa. 

Outro exemplo de cirurgia é a gengivectomia, que é realizada para remover o excesso do tecido gengival. Um outro exemplo é a gengivoplastia, usada para remodelar toda a gengiva também. 

Dessa forma, as cirurgias odontológicas gengivais são feitas com o objetivo de restaurar todo o tecido gengival e deixar ela completamente saudável, isso se elas estiverem em um estágio grave já. 

  1. Cirurgia oral menor

Essas cirurgias são consideradas simples e que podem ser feitas dentro do próprio consultório ou da clínica. Um exemplo delas podem ser a extração do siso – ou mais conhecido, como o dente do juízo. 

Essa cirurgia é realizada sob uma anestesia local, que o próprio cirurgião dentista aplica. Porém, elas são bastante simples e a recuperação é rápida e sem muitos problemas. 

A cirurgia oral menor, em resumo, são procedimentos simples, com uma rápida recuperação. 

Entretanto, é preciso ressaltar que para todos esses procedimentos, é preciso seguir as orientações dos profissionais responsáveis para que possa ter cirurgias bem-sucedidas. 
Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 − 1 =